Vou viajar pra lá, Vou navegar, eu vou

Vou viajar pra lá
Vou navegar, eu vou

Vou viajar pra lá
Vou navegar, eu vou

Vou conhecer Angola, onde o negro morou
Vou conhecer a estória que o mestre me contou

Vou viajar pra lá
Vou navegar, eu vou

Vou viajar pra lá
Vou navegar, eu vou

Onde o negro morou, onde o negro sofreu
Pra que a guerra chegou, por que isso aconteceu?
Ali o negro apanhou, ali o negro morreu
Porque capitão do mato cem chibatadas deu

Vou viajar pra lá
Vou navegar, eu vou

Vou viajar pra lá
Vou navegar, eu vou

Se eu pudesse eu voltava o tempo pra na guerra lutar
Queimava o navio negreiro, jogava sinhozinho no mar
Libertava Luanda e Angola, ver o negro cantar
Ensinava jogar capoeira, vem sinhozinho jogar
Vem capitão do mato, hoje você vai pagar
Vou viajar pra lá
Vou navegar, eu vou

Vou viajar pra lá
Vou navegar, eu vou

 

Komentowanie jest wyłączone